Publicado por: inwhitelight | 13 de Maio de 2009

Cortejo académico

Hoje tive de ir ao centro da cidade (de Braga, entenda-se) tratar de uma coisa e levei com o cortejo académico.

É estranho ver aquilo quando já por lá passei. Eu nunca fui muito ligada aos festejos universitários, mesmo enquanto estudante mas no fundo há uma saudade. Principalmente daquela ingenuidade dos finalistas, os últimos abraços aos amigos, até o perdoar aqueles que não foram lá muito amigos.

E a esperança é uma delícia. Sim porque está tudo muito mau mas nós somos nós, e porque nós somos mais competentes e trabalhadores do que os outros, sabemos que connosco vai ser melhor.

Até vermos o cortejo do lado de fora.

Anúncios

Responses

  1. Bem, o cortejo eu se for preciso ainda vejo com gosto (era o máximo e eu divertia-me sempre à grande). Mas praxe… se já não achei grande piada àquilo no 1º ano, a partir do segundo deixei definitivamente de achar piada. E a dada altura ganhei mesmo alergia!

    Mas tu ainda ainda podes melhorar! Muito! Não desistas: faz o teu cortejo de novo!

  2. Eu não sei se me fiz entender bem. durante os cinco anos de curso sempre participei no cortejo e me diverti imenso também. Mas agora ao olhar para aquilo para além da saudade dá pena dos estudantes! lol

  3. os cortejos academicos vistos do lado de fora são grotescos!!!!!!

    mas ….
    sim….
    quando somos nos nos carros nem nos apercebemos!

  4. É bem verdade que quando acabamos, estamos ainda com a ideia de que vamos mudar o mundo…pena que se´ja quase impossível. Mas é bom ter sonhos e, mais ainda, lutar por eles!

  5. TAmbém sinto essa nostalgia…. Deixa-os pousar, vão encontrar-se todos no centro de emprego daqui a 6 meses 🙂

    Beijinhos 🙂

  6. Concordo plenamento!
    Fica a saudade… mas ao mesmo tempo “colocamos” os pés no chão…

    Oh tempo… volta pra trás…

    bjinho para ti e dsclpa a ausencia…

  7. Ao contrário de muitos, nunca liguei muito ao cortejo… aliás, este ano nem lá pus os pés! Apesar da barulheira toda, axo monotonia a mais! Nada de novo! Ainda assim, percebo-te!

  8. Eu também lá estive ontem. E também do lado de fora. Fui matar saudades mas achei aquilo muito estranho. Concordo com o teu post. Quando somos finalistas e tal, tudo é possivel e aquilo tudo faz um qualquer sentido, mas agora já nos é diferente.
    Eu gostei mesmo do meu cortejo de finalista, foi o último e tal, andei a “nada” naquele chafariz que tem uma espécie de baleia em mármore lol Gostei. Mas ontem pensei que já não faz sentido para mim… Enfim… abateu-se a realidade.

    🙂 beijinho

    P.S.: aquele crepe com gelado que deixaste no primeiro link parece uma delicia 😉 ihihi

  9. ups… desculpa lá o testamente 😉

  10. Hehehe! Finalmente alguém que partilha da minha opinião! 😛

  11. Identifiquei-me muito com o que escreveste aqui. Eu passei por isso tudo, os abraços emocionados aos amigos e aos menos amigos, os sonhos com o futuro, etc e tal… Mas ainda assim não tenho saudades desse momento mas sim de quando estamos mesmo no meio de curso, completamente envolvidos pelo meio académico e tão ceguetas em relação ao mundo exterior. Ai sim, foram bons tempos…

    Bjs*

  12. Ó Alguém não fosse o anonimato e ainda te conhecia 😛
    Eu também nadei junto dessa baleia de mármore mas foi quando era caloira. Depois não repeti a experiência porque fiquei com a gripe… lol

  13. Eu andei na UM até ao ano passado. O meu último cortejo foi a depressão, porque foi só chorar e abraços a tarde toda.. quando lá estamos só queremos aquilo, porque é como se ainda estivéssemos “protegidos” do que se passa cá fora.. acho que lá dentro ainda somos umas crianças =P
    (ai que saudades da fonte lol =P)


Categorias

%d bloggers like this: