Publicado por: inwhitelight | 20 de Março de 2009

Saudades? Ná!

(olha o belo do post tão longo que ninguém vai ler até ao fim =)

Ultimamente tenho lido uns quantos post’s sobre saudade. (Aqui no blog da Laetitia, e aqui no blog Pequenas Decisões, por ex.) Ah! Eu Mesma não acordei às 8h para escrever o post. São 15h e acabei de sair da cama lol!

Continuando…

EU NÃO TENHO SAUDADES DO PASSADO, NEM SEQUER DO PRESENTE…

Quando muito estou sempre cheia de saudades do futuro, porque esse é que vai ser fixe!

Falam muito das saudades do tempo de secundário e da universidade. A Laetitia diz que sou a eterna insatisfeita por dizer que não sinto saudades. Sou…um bocadinho. Mas se calhar tem mais a ver com os locais e as pessoas que encontramos nestes percursos. Eu encontrei muita gente falsa e invejosa.

Trabalhei todos os fins de semana, feriados, férias e tempos livres durante os 3 anos de Secundário e os 5 anos de Universidade, e sempre fui uma aluna muito aplicada, o que me deixava pouco tempo para ir beber compais para a esplanada com os amigos.

Tenho saudades de algumas pessoas, não muitas. Tive amigas verdadeiras, posso passar um ano sem estar com elas que quando nos reencontramos é como se tivéssemos falado ontem.

Na Universidade principalmente tive “amigas” que eram capazes de me ligar às 8 vezes por dia na época de exames (e não estou a exagerar!) e quando as aulas recomeçavam era fingir que não me conheciam.

Apesar de termos quase todos a mesma idade, sempre fui mais “madura” que o pessoal das minhas aulas e eu achava-os muito “acanalhados“. Acabei por fazer mais e verdadeiros amigos nos empregos que tive, onde trabalhava com malta mais velha, do que nas aulas.

A única amiga que preservei durante os 5 anos de vida universitária, estávamos sempre juntas, emigrou para a França mal acabou o curso. Namorava para um colega de trabalho meu há uns anos e não sei o que é que a atingiu mas partiu e cortou com todas as ligações que cá tinha. A mim manda-me um mail pelos anos (embora estivesse online no msn), terminou o namoro…afastou-se de tudo. E eu acho que foi o que ela fez melhor. Acho também que eu merecia mais que um rasca email de ano a ano, mas ela parece feliz. E sabe Deus o que lhe custou deixar tudo para trás… eu certamente não sei porque ela não o partilhou comigo. Infelizmente…

Lembro-me que no meu quinto ano na UM, eu acordava às 6h da manhã na terrinha dos meus pais, preparava tudo e vinha para Braga onde tinha a primeira aula às 8h, a segunda às 10h até às 13h. Tinha uma hora de almoço durante a qual tinha a reunião do jornal para o qual escrevia, das 14h às 16h e das 16h às 18h tinha mais duas aulas, todas práticas. Às 19h tinha de estar no emprego, do qual saía pelas 23.30h, meia noite estava em casa. Tinha de fazer um batalhão de trabalhos, tinha a minha vida de dona de casa a fazer e no dia a seguir tinha aulas às 9h.

E era assim quase todos os dias. Tenho colegas que têm saudades desse tempo, em que faltavam a muitas aulas, tiraram o curso à rasquinha, passavam belas tardes na esplanada a conversar, saíam à noite, faziam jantares em casa uns dos outros, e tinham as mães a tratar-lhes de tudo e a encher-lhes os bolsos. Eu não tenho saudades do tempo em que estudava e trabalhava que nem uma doida, tinha de dizer não aos convites das amigas porque tinha de trabalhar e saía esgotada do emprego.

Tenho saudades do meu espírito ingénuo que acreditava que aquele trabalho todo ia compensar, apesar de não ter pais ricos nem cunhas.

Well it didn’t…

Soa a frustrada? É natural, nesse aspecto estou frustrada.

Anúncios

Responses

  1. Bem é óbvio que o meu passado também está cheio de coisas menos boas.:) Mas posso assegurar-te que lidar com pessoas estúpidas e passar por apertos me fizeram uma pessoa bem mais forte e mais apta a enfrentar o futuro.:) Mas gostei da parte em que dizes que quando muito tens saudades é do futuro 😉 Um beijo!

  2. Pelos vistos sou mais um que leu o belo do post tão longo até ao fim! 😉

    Eu também não sou de ter muitas saudades… mas se calhar é pk tenho tido a sorte de manter contacto com os meus amigos, kase diariamente!
    Do passado recordo apenas as coisas boas… as más nem por isso (até pk sou bom menino)! Faz o mesmo, e fazes bem!

    Knt ao futuro… pensa positivo! 😛

  3. bem…..
    pois sim…
    os teus tempos de liceu foram diferentes mas obviamente já não tenho contactos com essas pessoas…

    os meus amigos são de tres tipos… ou amigos de infancia que conheco há 10, 15 e 20 anos… e mantêm-se…. ou colegas de faculdade com quem fiquei realmente amiga e digo-te que dentro da faculdade quase nem nos cruzávamos… habitos e aulas diferentes e amigos que fui coleccionando ao longo da vida profissional amigos de amigos e afins…

    o total não é grande…
    a qualidade é fabulosa….

    as grandes saudades que tenho é que duas dessas pessoas de cima não estão neste momento a morar em Portugal e como tal…. deixa saudades noites que passavamos sempre juntos e deixa saudades o sorriso e a cumplicidade….

    Mas sim….
    muitas pessoas que passaram na minha vida já foram embora… e foram importantes no momento mas…. ainda bem que já desapareceram!!!!!

    Beijinhos

  4. Longo? ora essa :p

    Também nunca entendi isso das saudades, mas isso é porque me senti sempre um deslocado. De resto, também não posso dizer que tenha grandes saudades. Da escola, não tenho amigos agora. Fora dela, nem por isso. Mesmo da internet, só falo há mais de cinco anos com três ou quatro pessoas. Farto-me delas com facilidade, quando não é contrário…

  5. Não acho que sejas frustrada! Muito pelo contrário. Tiveste foi uma vida muito complicado. ninguém, no seu juízo perfeito, teria saudades de um tempo assim. Eterna insatisfeita também não acho que sejas. Ou melhor, nesse aspecto devemos ser todos! Pelo que descreves, passaste por muito e aguentares assim é que é de louvar. O futuro pertence-te… E coisas boas, com certeza, surgirão 🙂

    beijinho grande

  6. Sem dúvida não foi uma época fácil na ta vida. Mas fez-te crescer e fez-te quem és. Pelo menos dás valor às coisas e não és mais uma menina mimada das que por aí anda. Eu passei pelo mesmo e acho que apesar de tudo me fez bem.

    Quanto a essa tua amiga (que também era minha amiga), também ela cortou comigo. Partiu sem dizer nada e dela só tive notícias quando actualizou o Hi5 e na altura eu ainda lá ia. Foi a opção dela. Já não era a primeira vez que ela cortava para recomeçar..

    Beijinhos!

  7. Salto Alto eu sempre achava que tu eras a Lipa a amiga da que foi para a França lol
    mas nunca tive a certeza… depois deste comentário tenho a certeza de quem és… =)
    comecei a ver o teu blog sem fazer ideia de que te conhecia pessoalmente, parece que a internet também é um mundo pequeno!!!
    Folgo em saber que és mesmo tu e assim posso saber se está tudo ok contigo, sempre me pareceste muito simpática.
    Quanto à nossa amiga, foi por causa dela que até a maioria das minhas amigas na UM me deixaram de falar, eu mantive-me ao lado dela para ela não ficar só e olha no que deu… e eu a achar que ela tinha razão…
    Beijo

  8. És grande, caray!


Categorias

%d bloggers like this: